Return to site

COLUNA DA VIVI VIEIRA: Um pacto para o segundo semestre

Texto 8

“Cuidar é mais que um ato; é uma atitude. Portanto, abrange mais que um momento de atenção. Representa uma atitude de ocupação, preocupação, de responsabilização e de envolvimento afetivo com o outro e nós mesmos.” (Leonardo Boff)

Quando minhas férias começaram, me vi sentada na sala, no meu primeiro dia, pensando na lista de tarefas que deixei acumular.

Várias coisinhas miúdas e graúdas que deixei de lado com a desculpa: Nas férias eu vejo isso. Roupas para fazer reparos, doações de objetos, consultas médicas, visita a amigos, consertos de objetos domésticos... A lista era tão longa que me vi obrigada a colocar num papel e fazer uma agenda para não me perder ou me esquecer, e também me organizar para não ficar mais cansada do que já estava. Enquanto escrevia, pensava: Como deixei isso acontecer? Por que não me organizei melhor? Por que não arrumei tempo para essa tarefa tão simples?

Eu sei, ficamos exaustos com a rotina escolar. Atividades, planejamentos, papelada para preencher, família, casa, filhos, amigos e a gente vai ficando... Guardamos nossas necessidades no bolso e vamos cuidar dos outros, enquanto a gente vai ficando de lado e, às vezes, até adoecemos.

Fiz um pacto comigo para esse segundo semestre. Não é só um pacto para deixar minha agenda mais organizada ou gerir melhor o meu tempo. Mas um pacto de cuidar melhor de mim, de olhar para mim, de prestar mais atenção às minhas necessidades, sem me sentir egoísta ou deixar de ser uma boa mãe. A culpa é nossa inimiga, fica igual um mosquitinho ao pé do ouvido nos julgando, apontando para o que deixamos de fazer para atender às nossas necessidades. Somos seres responsáveis, maduros e profissionais. É preciso se agarrar nisso e dar um “chega pra lá” nesse mosquitinho traiçoeiro.

Quero ver a vida fluir, deixar as coisas serem como são. Temos um impulso ansioso que nos faz atropelar nossas ações, com isso, nos esquecemos de uma palavrinha que está presente em todos os momentos de nossa ação educativa – o processo. Tudo na vida tem seu ciclo e seu processo. Precisamos respeitá-lo e, acima de tudo, nos respeitar para que tudo flua e a gente consiga dar conta da gente e do externo. Não é à toa que, nos aviões, vem aquele recadinho das máscaras de oxigênio – primeiro, coloque em você, e depois ajude quem está ao seu lado. Vamos fazer esse pacto também?

(Eu sou a Vivi Vieira, mãe e professora. Pedagoga e psicopedagoga, formada pela Universidade do Vale do Paraíba / Univap. Atualmente, sou coordenadora pedagógica da Espiral Escola Viva. Trabalho também como formadora de professores, coordenadores e diretores pelo Brasil.)

Referência

BOFF, Leonardo. Saber cuidar: ética do humano, compaixão pela terra. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 1999. 302 p.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly